quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Que não volta mais.

 
Como era boa aquela época adolescente que nada me preocupava nada me tirava do sério. Como era bom açordar de manhã cedinho com sua mãe batendo no canto da cama dizendo “corda ta na hora do colégio”. Eu acordava ainda cansada, ainda com muito sono, mais depois daquele banhão tudo mudava era como se a pilha tivesse sido carregada , tomar o café as pressas pra não chegar atrasada, sair correndo, e passar na casa da Cris, as vezes eu esperava bastante ela acordava mais atrasada do que eu  (risos) saiamos correndo e rindo a toa, na entrada do colégio a nathy aparecia e se juntava a nós, um sorriso lá na orelha até chegar a sala de aula e ter que assistir a aula de física do Professor Ubaldo, um professor bem mal encarado que chegava dava o seu bom dia, pegava o pincel e começava a passar seus cálculos e formulas e só parava quando o sinal batia pra trocar a aula... tchau, Ulbaldo.
Aula de inglês : ) Tem coisa melhor do que aprender com uma professora querida e maluca ? Claro que não, a Ana Mary era bem assim, queridíssima, meiga falava com uma paciêêêência que dava agonia de ver, mais era malukinha de pedra tadinha.
No intervalo, a gente aproveitava nér, comer,correr, conversar e rir muito, eu as vezes fugia do Anderson, sabe aqueles mulequeles que te pegam e te colocam de cabeça pra baixo só pra te encher o saco? Ele era bem assim, mais era um dos meus melhores amigos, quando ele me pegava desprevenida eu eu tava ferrada porque daí eu não tinha força e contra ele então eu era colocada de cabeça para baixo passava minutos e mais minutos até ele ter a boa vontade de querer me largar,  quando eu estava final mente no chão chingava ele tipo muito, mais não adiantava no outro dia eu estava sempre ali de cabeça para baixo outra vez.
O segundo tempo de aulas era agoniantes, já estávamos alimentados cansados e com sono, as horas pareciam nunca passar e aquelas duas aulas de português e uma de literatura acabavam com a gente, era muita irformação para um dia só! Meio dia exatamente o sinal tocava e já estávamos correndo para fora da sala em direção a saída, era uma das horas felizes do meu dia saber que as obrigações tinham terminado e que eu só ia precisar me preocupar com as formulas de química no outro dia.
A primeira coisa que fazíamos era ir ao shopping eu, cris, e nathalia  ia tomar sorvete falar sobre tudo que tinha rolado no dia e combinar quem ia fazer o exercício de casa primeiro (haha) tirar fotinhas sem compromisso as vezes rola um cinema, as vezes era só uma tarde agradável de conversas e blábláblá...  Depois então voltávamos para casa e eu ou dormia, ou ficava na internet, ou sentava no banco em frente a minha casa pra conversar com a Lara, e falar como tinha sido no colégio, fazer a unha na casa da Aline, ouvir música até o ultimo volume depois das 4 da tarde...  Como era bom minha vida que neim tinha tanta coisa mais era muito pra mim. Saudade.

Autor: JôP.

2 comentários:

Thais Tomaz disse...

Às vezes também sinto falta do tempo que passou e não volta mais. =(

É bom relembrar.

Beijoos

Tamyris Pakas disse...

texto lindo!
http://blogandocomtatah.blogspot.com/